Elder Prates.
" A leitura não me transforma em gênio, mas com certeza tira-me da mediocridade ".
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Áudios

" QUIMERA "
Data: 27/12/2010
Créditos:
"Quimera" - Elder Prates.
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

" QUIMERA "


Sobre o criado apenas seu retrato.
Uma quimera empoeirada.
Lembrança doída, coração quebrado.
Impávido amor que virou um nada.
De lágrimas, que me torna, num inválido.
Não tenho fome, não tenho vida.
Sou um misto de desgosto e vago.

Sou a penumbra de sua partida.
Esquecido num canto, olhando o retrato.
E chorando... Com sua falta...
Sei que não volta, isto é fato.
E digiro a tristeza que me resta.
Engulo o choro, o ego, o amargo.
Digo adeus e lanço ao fogo, a quimera.


Soneto escrito no estilo que criei:
2 estrofes com sete versos.
Enviado por Elder Prates em 29/11/2010

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Compre aqui o livro 'O sonho de ser escritor'
Compre aqui o livro 'Sonetos Prates'
Compre aqui o livro 'Poesias para refletir'
Compre aqui o livro 'Um pouco mais que palavras'
Compre aqui o livro 'Vontade, Imperativos e Dever nos primeiro e segundo capítulos da Fundamentação da Metafísica dos Costumes de Kant'